O Primeiro Encontro

Ontem foi a primeira vez que a vi. Estava ansioso por aquele momento. A conheci faz umas duas semanas, mas essas duas semanas pareceram meses, porque em pouco tempo eu vi quem ela é. Conheci seus valores e alguns pensamentos, que por sinal, são os melhores possíveis e também são os mesmos que os meus. E agora vou contar um pouco como foi esse dia, o grande dia.

-Alô? Will? Tudo bem? Onde você está? -Nath me perguntou pelo telefone enquanto eu dirigia.

-Olô, tudo bem. Já estou chegando, estou quase na sua frente. Aliás, olhe para o outro lado da rua. -Falei olhando para ela, a primeira vez que a via. E foi uma visão que não irei esquecer. Ela estava linda, de vestido azul, com um blazer devido ao frio e um salto preto. Logo sorri.

Dei uma buzinada até que ela me visse e viesse até mim. Então ela entrou no meu carro e nos cumprimentamos. Logo senti seu perfume, delicioso. Logo alí eu já queria dar um abraço forte nela, mas não podia porque estava ao volante e estava em local que não poderia. Mas o engraçado era que sua presença já me fazia bem. Nossos primeiros momentos juntos e ela já me deixando bem.

-E aí, como você está? -Perguntei com um sorriso tímido.

-Estou bem e você? -Nath me respondeu me olhando.

-Estou bem também. -Respondi com a vontade de dizer que estava feliz em ter ela alí comigo.

-Que bom, me desculpe o atraso. Estava me arrumando e trabalhei o dia inteiro. -Ela me disse.

-Magina! Está tudo bem. Não se preocupe. Não sabia que iria trabalhar hoje, deve estar cansada.

-Ai, estou um pouco mesmo.

-Imagino! Vou lhe dar uma noite agradável hoje. Aliás, qual foi a última vez que foi no Outback? -Perguntei olhando para ela dando um pequeno sorriso.

-Hmmm, faz um tempinho já!

-Então iremos lá hoje.

-Ai que bom. Will, faz tempo que você saiu com uma garota assim? -Ela me perguntou curiosa.

-Faz, e foi uma experiência horrível. Sabe quando a pessoa usa uma máscara? Você acha que ela é uma coisa, mas na verdade é completamente outra. E não é isso que quero para mim. Eu quero uma garota que tenha valores, que seja uma mulher de verdade. Com quem eu possa contar de verdade. Me entende? Eu valorizo muito isso. Pode ser a garota mais linda, mas se ela não tiver valor, eu irei partir. Não basta ter um rostinho bonito e a alma podre. E já aconteceu isso, já me afastei de garotas lindas que não eram aquilo que eu procurava. -Falei em tom sério e meio desapontado pelas coisas que já vi.

-Eu te entendo. Hoje em dia está muito difícil encontrar pessoas boas de verdade né? Com valores.

-Com certeza, por isso estou solteiro até hoje. -Dei um sorriso e voltei a falar. -Não existem mais pessoas como nós. Mas e você?

-É a primeira vez que eu saio assim.

-Olha! E eu espero ser o último com quem você vai sair. -Eu disse com toda a verdade do mundo querendo que isso acontecesse mesmo.

-Olha só! Gostei disso. -Ela me disse sorrindo.

-Pronto! Chegamos.

Estacionei o carro e saímos. A primeira coisa que fiz foi ir ao lado dela e lhe dar aquele abraço que não tinha conseguido antes. Queria ter abraçado mais, mas não queria parecer estranho. Então fomos andando até o restaurante conversando sobre algumas coisas e também sobre como ela era pequena ao meu lado. Chegando no restaurante:

-Olá, boa noite. Gostaria de uma mesa para dois, por favor. -Eu disse à recepcionista.

-Claro! Por favor, me sigam.

Deixei que a Nath fosse na minha frente. O restaurante estava cheio, e eu estava todo orgulhoso de ter ela ao meu lado. Aquela mulher linda. Um sonho para mim. Então sentamos à mesa.

-E então, vamos comer essas batatas novas? -Perguntei olhando para os olhos dela.

-Vamos sim! E você já tomou esse triplo de bebidas aqui? -Ela apontou para as bebidas no cardápio.

-Não, então vamos pegar também.

O garçom então veio até nós e fizemos o pedido. Então ficamos alí conversando sobre qualquer coisa. E sabe o que era mais interessante? Estávamos confortáveis, não parecia um primeiro encontro, parecia que nos conhecíamos há tempos. Eu não me cansava de olhar para ela, era encantadora. Então peguei sua mão e como desculpa medi o tamanho com a minha mão, mas na verdade só queria tocá-la. Conversamos bastante até que viesse a comida.

-Tudo nosso! -Eu disse sorrindo e ela me correspondeu.

Então fomos comendo e conversando sobre várias coisas. Eu estava amando aqueles momentos, espero que ela também tenha sentido a mesma coisa. Sorrimos bastante juntos e isso é ótimo, pude também ver como seu sorriso era lindo. Até agora tenho ele em minha cabeça e não consigo esquecer. E o melhor de tudo é saber que o motivo daquele sorriso foi eu. Enquanto eu a olhava ela me disse sorrindo:

-Vou comer esse pãozinho todo, você não comeu mais.

-Fique a vontade pequena, mata esse copo aqui também com a bebida de morango. -Eu disse rindo e ela também.

Depois de comermos tudo. Conversamos mais e mais. Conversamos sobre tudo, sobre a vida, meus textos, até lhe fiz uma pergunta engraçada, que foi “Eu tenho três pessoas, dois pais e dois filhos. Como isso é possível?”. Por isso toda hora digo, não parecia nossa primeira vez juntos. Até que ela teve vontade de ir ao banheiro. Fiquei alí esperando com a maior alegria do mundo até que ela voltou, passou por trás de mim e passou sua mão em minha nuca. Aquele toque foi especial, foi importante para mim. Logo não conseguia esconder meu sorriso. Como eu queria beijar aquela boca. Pena que estávamos em um lugar que eu não poderia me sentar ao seu lado e por isso pedimos a conta logo. Pagamos e saímos.

Logo ao sair, ela entrelaçou seu braço no meu e achei lindo isso. E para que seu braço não doesse, eu preferi pegar em sua mão, porém, não apenas peguei, mas sim eu entrelacei nossos dedos para confirmar que estávamos alí juntos, que queria estar junto dela e que não queria sair mais dalí. Decidimos dar uma volta no shopping e então fomos para a escada rolante, ela foi primeiro e eu logo em seguida no degrau de baixo. Eu então a virei e a abracei, olhei em seus olhos e em sua boca e alí mesmo a beijei. O nosso primeiro beijo. Que boca macia e gostosa. Meu mundo alí parou, o tempo parou. Eu só queria aquilo, aquele beijo. Outra coisa que nunca mais irei esquecer. Depois continuamos andando e segurei sua mão mais firme. Até que ela encostou em um canto e ficou olhando para o andar de baixo. A fiquei olhando de costas para mim e me aproximei por trás e lhe dei um beijo bem suave em sua bochecha, então ela sorriu e se virou para mim e novamente lhe dei outro beijo na bochecha. Depois ficamos nos encarando, olho no olho, coração com coração. Olhavámos fixos um nos olhos do outro, aqueles olhos azuis que me deixavam sem ação. Então passei a mão em seu rosto suavemente e a beijei.

Depois de mais um beijo, saímos dalí e continuamos andando de mãos dadas com destino ao carro para irmos embora, já que ela não podia chegar tão tarde em casa. Porém, aconteceu algo engraçado, demoramos 50 minutos para achar o carro. Sim, perdemos o carro dentro do estacionamento. Rimos disso e até lhe disse que já teríamos uma grande história para contar. Depois de uma longa caçada, entramos no carro e fomos embora.

-E aí? Você está gostando? Gostou de hoje? -Eu peguntei a ela.

-Sim! Gostei muito.

-Então isso quer dizer que vamos nos ver mais vezes?

-Com certeza vamos!

-Ótimo! -Eu disse sorrindo. Virei para o lado e lhe dei um selinho.

Enquanto eu dirigia, ela começou a me acariciar a nuca e meu rosto. Você não tem noção de como eu amei isso. Aquele carinho e cuidado que ela estava tendo comigo, eu nunca tinha recebido antes, mesmo tendo tido um relacionamento no passado. Isso e outras mil coisas me chamaram a atenção nela, eu já sabia antes de conhecê-la que ela seria perfeita, só não sabia que sua perfeição seria melhor do que tinha imaginado. Então para retribuir seu carinho, eu comecei a acariciar sua perna. Então ficamos assim em silêncio, apenas com os nossos carinhos e o nosso cuidado um com o outro, e a cada faról que eu parava era um beijo em sua boca. Tudo estava perfeito, uma noite linda, uma mulher linda ao meu lado, o carinho nos fazendo companhia. O que eu mais queria? Nada, só queria estar alí mesmo com ela.

Infelizmente chegamos no lugar onde eu iria deixá-la. Alí mesmo eu já fiquei com saudades e não queria que ela se fosse. Parei o carro e a olhei nos olhos já tristes. Dei um abraço demorado e nos beijamos, enquanto nos beijávamos eu a acariciava o rosto suavemente. Nos olhamos e nos beijamos novamente. Ao fim, eu lhe dei um grande e amoroso beijo na testa. Queria lhe mostrar com esse beijo o carinho que alí nascia por ela. Nos despedimos e enquanto ela ia saindo ela voltou e me beijou novamente. Aquele beijo foi diferente de todos, com toda a certeza. Eu sabia alí também que ela queria estar mais comigo e sabia que nos veríamos muitas vezes ainda. Infelizmente, ela teve que ir. E enquanto ela andava, eu a olhava, e alí mesmo senti um vazio, e fiquei a olhando até que minha visão não pudesse mais vê-la. E sozinho continuei meu caminho.

Que noite perfeita tivemos. Mesmo tendo algumas atrapalhadas, mas isso também fez com que fosse perfeito. E lhe disse algumas vezes que a cada vez que nos encontrássemos, ia ficando cada vez melhor. E alí, seguindo meu caminho eu percebi que eu tinha conhecido uma garota, uma mulher que eu sempre sonhei em conhecer. O que são as outras garotas perto dessa maravilha que conheci? Por ela eu irei lutar, porque sei que vale a pena. Descobri que quero ela ao meu lado. E tenho certeza que vamos nos ver muitas vezes e espero que seja infinitamente. Não vejo a hora de poder lhe tocar novamente, beijar-lhe a boca, sentir seu abraço e seus carinhos e poder lhe retribuir tudo. Uma nova história começou, depende de nós agora escrevermos a continuação. E pequena, se depender de mim, será uma linda e única história de amor.

-William Heleno

tumblr_m2y449HvcA1qmc0hyo1_500

2 comentários em “O Primeiro Encontro

Adicione o seu

  1. Histórias que começam onde a gente menos espera e que tomam um rumo que jamais imaginamos.
    Parabéns…
    Temos um mundo carente por mais pessoas assim✌✌

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: