Uma página do diário da insanidade

E aqui estou novamente na frente do mesmo bar na beira da estrada no deserto. São exatamente 18:15 e vejo no horizonte o sol sumindo e deixando o céu alaranjado com pontos roxos. Maravilhoso! A droga desse Volkswagen 68 ainda abandonado aqui no canto, cheio de areia. Que triste um lindo carro todo fodido. Mas mesmo assim ele consegue dar um toque a mais nessa merda de lugar.

Olho para o leste, nada!

Olho para o oeste, nada!

Norte, sul a mesma coisa. Não sei como consigo me sentir aqui, mesmo nunca estado aqui de verdade. Porra, que loucura. Mas é um lugar que me deixa bem. A luz do bar piscando é um ícone para mim, combina perfeitamente com o céu desenhado.

Só me cabe entrar no bar sentar no balcão e tomar meu Shot de Whisky. Pelo menos há pessoas, algumas jogando bilhar, outras sentadas bebendo. Mas todos com cara de sofrimento. Essa porra de lugar deve ser refúgio para pessoas com decepções. Mas o melhor são as músicas que tocam. Sempre rock dos anos 80.

Por mais que esse lugar seja bizarro, o amo. Me acalma.

A noite vem chegando e tudo que descrevi parece que fica melhor ainda, ou pior. A noite é delicada, consegue fazer os lugares e sentimentos mudarem só pelo fato de ser noite. Fantástico! Vento gelado, me leve daqui, me faça viajar nessa minha insanidade.

-William Heleno

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: