Por céu e mar

Antes de você ler, quero que entenda que esse texto não tem explicação. Talvez uma doideira? hm, coloque um fone e sinta.

Enquanto eu respirava a noite vinha mais rápido. Quanto mais fundo eu respirava, mais a brisa gelada me consumia. A cada piscar, um toque seu. A cada arrepio, um beijo. Procurava e não te encontrava. Fechei os olhos e pude lhe sentir ali comigo. Paralisei e até meus pensamentos pararam. Estava flutuando, o vento em minha orelha me dizia coisas que não entendia. Consegui abrir os olhos e estava flutuando no mar, sem horizontes, sem barulho e isso não me assustava. Senti uma mão em minha perna, e antes que eu pudesse tentar escapar ela me puxou me afundando, meu coração batendo forte e cada vez mais rápido, em segundos parou. Minha respiração veio ofegante, como? Abri os olhos, estava eu flutuando sobre as nuvens. A paz me consumiu e sorri. Olhei para a lua, parecia com seu olhar. Aquelas vozes novamente vieram e antes que eu pudesse entender, comecei a cair. Meus olhos se fecharam e não pude fazer nada. Senti sua mão se entrelaçando na minha, senti sua boca em minha orelha e quando ouvi docemente a palavra “você”… acordei com a lua brilhando na janela.

-William Heleno

2 comentários em “Por céu e mar

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: