A carta do coração partido

Oi. Desculpe-me se estou escrevendo essa carta e não estou falando diretamente com você. Mas não tive coragem de olhar nos seus olhos. Talvez se eu os olhasse eu desistiria de falar. O que eu quero dizer é que precisamos nos afastar. Não queria que isso acontecesse, porém seu olhar para mim não é mais o mesmo. Seu toque não é mais o mesmo. Suas palavras não são mais as mesmas. Eu te amo, mas já não sei se você me ama. Consigo sentir que com ou sem mim, não faz diferença para você. Se eu não te procurar, você não me procura. Que afeto é esse? Que amor é esse? O que mais me impressiona é o fato de um dia para o outro você mudar assim. Me tratar como se fosse apenas mais uma pessoa insignificante. Por que isso? Queria entender cada ato, porém não sei se realmente vale a pena. Aprendi que não devo correr atrás de quem não dá a mínima para o meu esforço. Aprendi a não me desgastar por alguém que não se importa. Se você está assim é porque você não gosta mais de mim, e eu não vou me diminuir e correr atrás de você. Porque eu reconheço meu valor, eu sei que não mereço ser opção de ninguém, sei que não posso ser apenas mais uma pessoa, sabe por quê? Porque sou único. Você pode procurar, porém, nunca encontrará alguém igual. Talvez você não saiba o que está perdendo. Isso é uma pena, porque se você soubesse, não estaria fazendo isso comigo. Eu te amo, eu tentei, fiz de tudo, falei tudo o que sentia, e você? Escolheu o silêncio, fingiu que eu não tinha falado nada, ignorou cada palavra dita. E você sabe o quanto dói? Acho que não, porque eu sempre te dei o meu melhor! Eu te amo, mas eu não mereço isso.

Queria que as coisas fossem diferentes. Queria que houvesse o amor. Aliás, você sabe o que é amor? Ou apenas acha que sabe? Eu queria te falar tantas coisas olhando nos seus olhos, mas eu não tive mais oportunidade. Talvez assim seja melhor, porque eu iria chorar na sua frente, e eu não iria me perdoar nunca por isso. Eu só queria alguém que compartilhasse um sentimento comigo, mas metade para cada, e não desigual. Quero alguém que lute comigo, que sinta com a mesma intensidade. Mas nesses tempos, como é difícil encontrar alguém que escolha isso ao invés da putaria existente. Um momento é melhor que uma vida inteira? Ser facilmente substituído é melhor que ter alguém único? Há quem prefira, mas por favor, não se aproxime de mim. Eu quero é putaria com a mesma garota todos os dias! E para quê outros homens? Se eu a trataria de um jeito que nenhum outro conseguiria?

Amor! Essa é a última vez que te chamo assim. E por favor, se você tiver algo para me dizer, não perca mais tempo. Porque a cada minuto que passa você me perde mais. Pois, eu te amo, e o que você vai fazer com isso? Mas por agora, Adeus! Eu tentei de tudo para ter você do meu lado. Não sei se fico triste por eu mesmo não me dar o valor e estar atrás de você ou se fico feliz por estar fazendo minha parte, a parte de quem ama.

Agora me mostre qual o lado da vida você escolherá. Mas nunca se esqueça, você machucou um coração onde você vive.

Eu te amo, Adeus.

Da pessoa que te ama.

– William Heleno

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: